Calvície tem cura? Descubra você mesmo

Calvície tem cura? Descubra você mesmo

Calvície é um tipo de alopécia que é conhecida por uma crescente perda de cabelos devido a elementos de origem hereditária.

A forma mais mais vulgar de calvície masculina é a alopecia androgenética, (AAG) ou calvície de padrão masculino. É observada em cerca de  metade dos homens[1].

A calvície nos homens tem origem em  uma alteração de ordem genética normalmente herdada de um elemento de procedência natural chamada DHT. Pesquisas já realizados de fios de cabelos de couros cabeludos calvos e não-calvos concluiram que, na calvície masaculina, os níveis de 5-alfa-redutase e DHT no couro cabeludo são muito altos.

A 5-alfa-redutase é fundamental na formação de DHT e, como resultado, altos níveis de DHT estão conectados com calvície masculina.

A idade em que a calvície é observada e a intensidade como ocorre depende da quantidade de genes herdados dos familiares do lado paterno, materno ou ambos.

Ela começa geralmente com o afinamento, encurtamento, rarefação e despigmentação gradual dos cabelos nas regiões fronto-temporais da cabeça, elevando com o tempo e evoluindo para a atrofia e morte dos folículos capilares, mas preservando sempre as áreas laterais e posteriores já que são imunes à ação do DHT.

Como Diagnosticar a Calvície?

 

Paras diagnosticar, a pessoa que sofre de calvície ou esse tipo de alopecia ,  deve procurar um médico dermatologista para que esse conclua se a pessoa possui uma queda normal de cabelos ou se apresenta uma “influência genética”.

Ele irá proceder o exame visual, encaminhará o paciente para um tratamento, se determinar que o paciente apresenta uma queda acentuada dos cabelos.

Há duas maneiras de fazer o tratamento: o cirúrgico e o clínico.

Cirúrgico –

O tratamento cirúrgico  mais vulgar e mais utilizado para aliminar a calvície é o implante capilar.

As novas técnicas de implante, que incluem o microimplante capilar, produzem resultado satisfatório, muito natural e harmonioso para determinados casos.

O cirurgião dermatologista remove as unidades foliculares da região da nuca e transfere, fio por fio, para a região calva.

Na nuca, os cabelos se apresentam em fase anágena – fase de crescimento – de melhor qualidade, por isso que dificilmente uma pessoa apresenta a alopécia androgenética nesta região.

Tratamento clinico

Já o tratamento clínico faz referência aos medicamentos como finasterida e minoxidil e mais atualmente com o Hairloss Blocker os dois primeiros devem ser recomendados por um dermatologista entretanto o último pode ser usado por qualquer pessoa pois os seus compostos são naturais..

Na maioria dos casos, esses tratamentos trazem bons resultados, sem contar o baixo custo da compra do medicamento que se encontra também na forma manipulada].

O destaque vai para o Harloss Blocker que apresenta um percentual de sucesso incrível superior a 80%.

Quem usa Hair Loss Blocker não se arrepende

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *